terça-feira, 10 de maio de 2016

O REVEZAMENTO DA TOCHA OLÍMPICA RIO 2016 EM ANÁPOLIS FOI HISTÓRICA

         Mais de 50 mil pessoas, segundo a Polícia Militar foi para a rua num dia histórico para a nossa querida cidade de Anápolis. A chama olímpica trazido na tocha trouxe o espírito das Olimpíadas Rio 2016 mais perto do povo anapolino, a população lotou desde o início do revezamento na avenida universitária até o Parque Ipiranga.
           O primeiro dos 55 condutores da tocha na cidade foi o professor Paulo Maia Brasil uma das lendas do esporte na cidade que conduziu a mesma por 200 metros depois dele a tocha foi passando pelas mãos dos condutores e a população que invadiu a avenida universitária ficava cada vez mais emocionada, no centro a tocha fez uma parada em um dos cartões postais da cidade que é a praça Bom Jesus onde a banda Lira de Prata estava animando as muitas pessoas que ali estava, o revezamento continuou pelo centro da cidade até o ginásio internacional onde os alunos do programa de incentivo ao esporte na modalidade de atletismo intitulado PROJETO ZATOPEK estavam para recepcionar a tocha: " Eu sou um dos professores do projeto e estava la foi a maior emoção da minha vida como esportista participar de um momento como esse na qual eu nunca vou esquecer" mais essa não foi a única participação do projeto zatopek no revezamento porque tivemos a honra de ter dois atletas participando do revezamento representando a comunidade do atletismo da cidade, (a maratonista Janete Gomes Barbosa e o atleta paralímpico Matheus de Souza). 
           Depois da segunda parada a tocha seguiu rumo ao parque ambiental Ipiranga onde um multidão esperava ansiosa e quando o atleta Matheus souza passou a tocha para Paulo Silva mais conhecido como Paulo Choco, Ex-jogador do Flamengo e times da cidade  que mora em Anápolis, a emoção tomou conta daquele pois o mesmo ascendeu a pira olímpica chorando...por isso o esporte e o fenômeno que atrai milhares e milhares de pessoas com intuito não apenas de vencer um oponente mais de construir um amizade, unir povos que por consequência gera a tão sonhada paz entre os povos.